Páginas

sábado, 31 de agosto de 2013

ADULTOS E CRIANÇAS

Irmãos, deixem de pensar como crianças. Com respeito ao mal, sejam crianças; mas, quanto ao modo de pensar, sejam adultos. (I Coríntios 14:20)

Conseguimos descrever centenas de formas de fazer o mal; analisar relações complexas de ciúme, intriga, traições; conseguimos pensar em estratégias de manipulação; temos milhares de respostas ardidas na ponta da língua, prontas para serem lançadas como flechas em qualquer um que nos provoque. Mas Paulo fala que deveríamos ser absolutamente inocentes para o mal. Isso significa não ter um "menu de maldades" à disposição para escolhermos nossas ações.
Ao mesmo tempo, deveríamos pensar como adultos. No contexto em que Paulo fala isso, pensar como adulto significa entender o chamado que nos é proposto, cooperar em vez de disputar, favorecer a unidade em vez de dividir, simplificar o que é simples, administrar com sabedoria o que é complexo, e livrar o caminho para o amor fluir livremente.
Que sejamos crianças quanto ao mal, mas adultos quanto ao modo de pensar.

fonte: ibmalphaville

Nenhum comentário:

Postar um comentário