Páginas

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

A HUMANIDADE INTEIRA

Portanto, cada um de vocês deve abandonar a mentira e falar a verdade ao seu próximo, pois todos somos membros de um mesmo corpo. (Efésios 4:25)

Um antigo ditado judeu dizia que um ser humano vale a humanidade inteira. E uma das implicações dessa visão é que não conseguimos desvalorizar alguém, sem desvalorizarmos toda a raça humana. Por exemplo, o fato de eu ignorar um mendigo na rua faz com que, na minha visão de mundo, seja possível que uma pessoa simplesmente deixe de existir. E quem sabe se eu não serei o próximo?
Da mesma forma, o mentiroso pode enganar a todos. Mas ele cria para si mesmo um mundo em que tudo está sob suspeita. Porque, quem sabe se não estão mentindo para ele também? Somos todos membros de um mesmo corpo. Não temos como escapar disso. Só o que eu posso fazer é agir no sentido de criar um ambiente de verdade, em que o amor possa fluir sem parar. Amar o outro como a mim mesmo. Até porque, um ser humano vale a humanidade inteira - quer seja eu, quer seja o outro.

fonte: ibmalphaville

Nenhum comentário:

Postar um comentário