Páginas

terça-feira, 17 de setembro de 2013

ANGÚSTIA!

Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste? Por que ficas tão longe? Por que não escutas quando grito pedindo socorro? (Salmos 22.1)

Esse salmo tem um paralelo inegável com Jesus, que o cita estando na cruz. E sua narrativa revela a angústia amarga do salmista. Mas quero chamar a sua atenção ao fato de que ele levou sua angústia ao lugar certo. Ele não buscou resolver sua angústia com seus próprios esquemas, não tentou anestesiar-se no vinho; não tentou se distrair com novos projetos como se não houvesse problema algum. Ele recorre ao único que tem poder sobre tudo, ainda que se sentisse abandonado por Ele.
O mais impressionante é que, partindo de sua angústia, ele vai narrando como chegou ao fundo do poço; quando então começa a se encher de esperança e lembrar de quem o Pai é. E termina cheio de convicção de que o Senhor reina e salva o seu povo. 
Não ignore suas angústias. Leve-as ao lugar certo: o colo do Pai. Ele colherá suas lágrimas e te dará esperança, porque Ele tem te amado. Ele sempre te amou.

fonte: ibmalphaville

Nenhum comentário:

Postar um comentário