Páginas

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

O ÚNICO ARGUMENTO

Certa vez um homem gritou para Jesus exigindo que Jesus falasse com o seu irmão para dividir a herança com ele. Jesus disse: "Homem, quem me designou juiz ou árbitro entre vocês?" Jesus não se oferece a ajuda-lo receber o dinheiro. Jesus não se oferece a orar por ele. Ele ensina o homem a tomar cuidado com a ganância que destruiria a sua alma e impediria a sua capacidade de amar.

Alguém da multidão lhe disse: “Mestre, diz a meu irmão que divida a herança comigo”. Respondeu Jesus: “Homem, quem me designou juiz ou árbitro entre vocês?” (Lucas 12.13-14)

Seguir Jesus é fazer do amor o nosso único argumento ou declaração sobre a realidade deste mundo. Não é que, como discípulos, não tenhamos opiniões. Nós temos. É que decidimos usar o único argumento que dá resultados como Jesus obteve. Decidimos deixar o nosso amor ser a nossa opinião.
Quando penso em todas as coisas que gostaria de dizer perante a política e a situação social de hoje o meu sangue começa a esquentar - muito. Quando Jesus pensou sobre estas coisas e o que Ele queira falar, Ele derramou o seu sangue por todos. O amor de Jesus é a palavra final de Deus. Deve ser a nossa, também.

fonte ibmalphaville
por Carlos McCord

Clique nos links abaixo e Compartilhe!

Nenhum comentário:

Postar um comentário